• Semear Consultoria

Conservação e beneficiamento de alimentos

O Brasil se destaca pela sua produção de frutas e hortaliças, o consumo destes alimentos em natura chega a representar de 60% a 70% da produção nacional. O setor se mostra promissor devido as exigências dos consumidores por uma alimentação mais saudável e com qualidade visando combater deficiências de vitaminas, problemas cardiovasculares, obesidade, entre outros problemas de saúde.



A praticidade na hora de comprar e consumir frutas e vegetais é outro fator importante de interesse do consumidor. A indústria busca desenvolver inovações para melhorar o aproveitamento e qualidade dos produtos oferecidos, soma-se a isto a necessidade de conservação dos produtos por um maior tempo mantendo características sensoriais e nutricionais do alimento.


As práticas de qualidade são empregadas desde o momento do plantio ao momento da comercialização. As ações visando o processamento dos alimentos devem ser planejadas baseadas nas normas vigentes de segurança alimentar. Tais processos de conservação visam evitar que o alimento permaneça nas condições ideias para a proliferação de micro-organismos. Os métodos de conservação definem o tipo de produto final que será gerado, como por exemplo a desidratação de frutas, adição de açúcar em geleias, adição de vinagre em conservas, fermentação em vinhos, a salga de carnes, entre outros.


Pode-se ver que a conservação se trata de um beneficiamento. Tais práticas podem agregar valor a produtos antes descartados. Muitos frutos e hortaliças são descartados por não atenderem o padrão de consumo in natura, porém em questões nutricionais ainda podem ser utilizados, como é o caso de frutos que podem ser beneficiados em geleias, em cachaça, em polpa e em suco.


Cabe ao produtor ou comerciante enxergar a possibilidade de adequação destas práticas ao seu modelo de negócio, assim como o estudo para implantação e o planejamento da comercialização. É sempre possível ao identificar uma oportunidade buscar auxílio de profissionais da área ou órgãos municipais que auxiliem no desenvolvimento das atividades.


O beneficiamento de produtos agrícolas pode surgir como complemento ou até mesmo como fonte principal de renda. Desenvolve a indústria, o campo, a ciência e a família do agricultor brasileiro.


Escrito por: Guilherme Henrique Gobi, presidente Semear Consultoria.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo