• Semear Consultoria

A importância e a história do chá como cultura agrícola no Brasil.

Atualizado: Set 7

É de conhecimento geral que a bebida favorita do brasileiro é o café, afinal de contas temos uma explicação histórica para isso, o Brasil por muitos anos foi o maior produtor e exportador dessa cultura e ainda hoje o café tem grande importância socio-econômica no país. No entanto, falando globalmente, a segunda maior bebida consumida no mundo é o chá que perde apenas para a água. Segundo pesquisas, a quantidade anual consumida dessa bebida, preparada a partir das folhas da planta Camellia sinensis, é cerca de 330 bilhões de litros de chá quente e 41 bilhões de litros de chá gelado.


A popularidade do chá é milenar e sua origem está até mesmo incorporada ao folclore do seu país de origem, a China. Segundo a lenda, o Imperador chinês Shen Nung, em 2.737 a.C., fervia água para beber quando algumas folhas de uma árvore próxima caíram na panela, ao experimentar a infusão resultante, o imperador sentiu-se reconfortado e com uma especial sensação de bem-estar. Desta forma nasceu o chá.


No Brasil, a história do cultivo da Carmelia sinenses é datada do final do século XIX, a pedido de Dom João VI, as primeiras mudas foram trazidas de Macau sendo plantadas no Jardim Botânico do Rio de Janeiro para testar a viabilidade da cultura de chás em solo brasileiro. Com o passar do tempo a cultura do chá se estalou em algumas regiões do país, uma dela foi a cidade de Registro, no Vale do Ribeira, que está localizada a cerca de 200 km da cidade de São Paulo. As primeiras mudas foram levadas por agricultores japoneses para a região na década de 1920. Sendo que a região até se tornou uma grande produtora e exportadora do produto nos anos de 1940. No entanto, devido a algumas mudanças que ocorreram na economia do país, no fim do século passado, o cenário mudou. Hoje em dia, o município usa desse período histórico para atividades de turismo, conhecido como capital do chá no Brasil. A Rota do Chá de Registro foi uma forma de resgate à tradição e preservação cultural das famílias locais produtoras de chá.


E aí gostou de saber um pouco mais sobre a história dessa cultura tão importante?

Escrito por: Denise Silva da Rosa, assessora do financeiro Semear Consultoria.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo